A TRETA DA TETA - Segredos da Maternidade

quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

A TRETA DA TETA



Eu tenho uma teoria a respeito das mamas da grande maioria das mulheres, vem comigo e vê se você concorda.

Quando somos jovens é muito comum chamarmos as mamas de seios. Eu, particularmente acho essa palavra SEIO muito bonita e sempre que a ouço,  logo me vem à mente aquela imagem de uma mama durinha, empinadinha, sem estrias, onde os bicos olham sempre para frente e na mesma direção.  Nessa fase você tem a opção de escolher sair por aí sem sutiã, livre, leve e solta porque não faz a menor diferença estar ou não de sutiã,  já que eles se mantém firmes e quase nem balançam, lógico  se eles não forem grandes e pesados. Se você quiser pode se dar ao luxo também de comprar todas as suas blusinhas de alcinha, com fendas nas costas e decotes profundos sem se preocupar se alguma parte do sutiã estará aparecendo.  Que benção!

Depois que engravidamos e parimos, eles mudam drasticamente de forma e aspecto, perdem grande parte da firmeza, aparecem algumas estrias, o tamanho será sempre proporcional ao tanto de leite que seu filho sugou naquele momento. Os bicos continuam olhando para frente, mas às vezes, um está mais cabisbaixo que o outro. Nesse momento, pós-gravidez, as mamas já não podem mais ser chamadas de seios, agora o que mais combina com o estado atual delas é TETA. Mesmo que você insista em chamá-las de seios, seu filho fará questão de te lembrar que o nome mais adequado para elas agora é  TETA. Você passará a pensar mil vezes antes de sair de casa sem sutiã, arrisco a dizer que nunca mais você sairá na rua sem eles, em casa, ainda será possível arriscar. A liberdade que você tinha em comprar suas blusinhas acabou, a partir de agora, você ficará atenta nas alças, decotes e fendas e passará a comprar sutiãs mais bonitinhos para o caso deles ficarem visíveis em alguma roupa. Você se tornará quase que uma escrava deles, já que eles te darão a falsa impressão que tudo está no seu devido lugar novamente.

Mas, não para por aí o declínio das mamas, existe um estágio ainda pior que a TETA, acredite!

Nesse novo estágio, não há mais leite e já não há mais tanta firmeza. Os bicos que um dia olhavam para frente, agora  insistem em espiar o chão. Não existe mais a menor possibilidade de você  ficar sem sutiã, suas mamas agora balançam tanto de um lado para o outro quando você anda que isso se torna até desconfortável. Eles agora, mais parecem dois balões murchos e sem graça, iguaizinhos aqueles que sobram das festas infantis e a gente encontra dias depois em algum canto da casa.

   Faça o teste aí e verifique se você já está nesse estágio deprimente: fique sem sutiã e olhe-se no espelho, preste atenção para onde os bicos estão olhando, se eles insistirem em espiar o chão já é um grande indício.  Mas para ter certeza mesmo, continue sem sutiã e deite-se de lado na cama ou no sofá, preste atenção se a mama que estava na parte de cima subiu por cima da outra mama, que a essa altura do campeonato já se encontra totalmente esparramada na cama, não há mais a menor possibilidade de definir seu formato que um dia foi arrendondado, eles agora estão sem forma e vazios. 

Se você constatou essas novas características mamárias  minha amiga, lamento te dizer, mas não há mais a menor possibilidade de continuar chamando suas mamas de TETAS, elas ganharam mais um up grade, acredite, a partir de agora elas passarão a ser chamadas de  MAMICAS.

Bem vinda ao clube!





Nenhum comentário

Comente, dê sua opinião, compartilhe experiências...



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...