A escola chamada MATERNIDADE


Quando nos tornamos mães de primeira viagem, tudo nos encanta e tudo nos parece assustador ao mesmo tempo, por isso, damos ouvidos a tudo o que nos falam, prestamos a maior atenção nas receitas que cada mãe tem na hora que aparece a primeira cólica, a febre, a dor de ouvido, a dor de garganta e por aí vai.

Somos “expert” em saber, na teoria, o que fazer se o peito rachar, se a estria aparecer, se o leite não descer, se o cansaço nos pegar. Sabemos também, inúmeras técnicas para desmamar nossas crias, para fazer o desfralde, para tirar a chupeta.

Aí, você ganha seu bebezinho e percebe que na prática é tudo muito diferente, cada filho tem seu tempo, seu jeito, seu temperamento e a receita “infalível” que funcionou com a minha amiga, não deu certo comigo. O que fazer? Se desesperar, chorar, apelar para a mãe, para a sogra, para o google?

É aí que está o maior barato da maternidade, ela faz aflorar em nós instintos que estavam adormecidos e sem nos darmos conta, damos um jeito em tudo, criamos uma nova receita e quando menos percebemos,  lá estamos nós, no meio de outras mães compartilhando nossas experiências e receitas “infalíveis”. 

A escola chamada maternidade é diferente de qualquer outra, porque por mais que você estude, se dedique e seja uma aluna aplicada, nunca alcançará o título de mestre, doutor ou PHD no quesito filhos, porque são eles os mestres e especialistas na arte do ensino.  



Maternidade



Share this:

, , , , ,

CONVERSATION

0 palpites:

Postar um comentário

Comente, dê sua opinião, compartilhe experiências...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...