Menina x Menino



Quando eu engravidei pela segunda vez e descobri que seria mãe de um menino, achei que tiraria de letra fazer o enxoval do meu bebê, mas sabem o que eu descobri? Que eu não conhecia nada desse universo masculino.

Minha primeira gravidez foi regada com muito rosa, laços, fitas, vestidos, faixinhas de cabelo e muito mais. Tudo foi encontrado com a maior facilidade e sem procurar muito, meus olhos estavam treinados para enxergar a cor rosa a quilômetros de distância.

Quando fui procurar roupinhas, cobertores, edredons, cueiros, protetores de berço para o menino, a variedade era tão pouca que fiquei até desanimada. Custei a decidir pela decoração do quarto. Pensava eu que encontraria cabides e mais cabides com roupinhas fofas, das mais variadas cores e modelos, puro engano!

Por que o universo masculino se resume as cores azuis, verde, cinza, vermelho e preto? Por que os motivos das estampas são sempre super heróis, carros ou bolas? Por que o espaço nas lojas destinado às meninas é tão grande e com uma variedade enorme de peças, cores e modelos e, para os meninos, uns míseros cabides pendurados, quase que monocromáticos? Poxa vida!

Mas, tirando esses pequenos percalços no caminho, ser mãe de menino é uma aventura sem tamanho, um mundo completamente desconhecido para mim que vai se abrindo dia a dia com cada etapa alcançada por meu pequeno. Eu já sabia que seria bem diferente e que as brincadeiras seriam outras e por causa dele,  já joguei futebol e basquete, brinquei de carrinho e patrola no chão, já brinquei de lutinha, enfrentei bichos imaginários, já fui polícia e também ladrão, porque ser mãe, também é entrar nesse mundo imaginário fantástico que as crianças criam. 

Um dia eu e minha filha estávamos brincando de encontrar personagens nas nuvens, deitadas no chão, olhando o céu, confesso que eu não estava nem um pouco inspirada, enquanto ela encontrava animais, monstros e personagens de todos os tipos, eu me distraía com o azul do céu. De repente ela me falou: “mãe, encontra alguma coisa”.       
                       
 Eu respondi: “eu não estou vendo nada filha”;

E, ela logo me saiu com essa: “ahh mãe é porque você tem que olhar as nuvens com a imaginação de uma criança”.

 Respondi: “Ok, entendi filha, agora eu vou conseguir”, rsrsrs

Imaginação é o que não falta para nenhum dos dois e é impressionante como cada coisa chama a atenção de cada um de maneira diferente.


Ser mãe de um casal me dá uma visão tão bacana desses dois mundos, como é bom ver os dois crescendo tão próximos, mas tão diferentes, cada um com suas particularidades.  Só a maternidade poderia me trazer experiências tão marcantes e tão gratificantes como estas. Obrigada Senhor por esse presente!!!



Menino x menina



Share this:

, , , , ,

CONVERSATION

1 palpites:

  1. Adorei o seu post!! Me deu até vontade de outro filho, quem sabe uma menina!! Hehehehehe!!

    ResponderExcluir

Comente, dê sua opinião, compartilhe experiências...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...