Saudade batendo forte....


Resolvi fazer uma arrumação daquelas, esses dias no guarda-roupa do meu pequeno e pude perceber o quanto ele cresceu. Fui separando tudo o que não servia mais e me surpreendi com tanta coisa que tirei e com tantas descobertas que eu fiz. 

Observei que mantinhas, cueiros, tip-tops, sapatinhos e luvinhas de lã, deram lugar a cobertores e edredons, cuecas, bermudas, camisetas, tênis, crocs, chinelos e bonés. Fantasias de super-heróis também ocupam uma gaveta inteira. Restaram ainda as fraldinhas de boca que ele usa para dormir e os bicos, resquícios de que um dia eu realmente tive um bebê em casa.

Móbiles, mordedores e tantos outros brinquedos barulhentos e coloridos hoje dão lugar a instrumentos musicais, que ele adora, como: violão, bateria, guitarra e microfone. Carrinhos, patrolas e muitos outros brinquedos de encaixar também dão suas caras por aqui. 

Na alimentação também tivemos mudanças significativas, o que confirma pra mim que meu bebê está crescendo rápido demais. O primeiro a ser substituído foi o peito, depois as frutinhas que eram apenas raspadinhas ou amassadas e agora passaram a ser somente cortadas em pedaços e, pra encerrar o ciclo, as sopinhas deram lugar à comida de “gente grande”. Ele também já descobriu as delícias que existem e que até então ainda não havia experimentado.

As palavras que antes possuíam apenas uma sílaba e muitas vezes eram tão incompreensíveis, deram lugar a um linguajar tão lindo, tão especial, tão dele.

A coordenação motora antes começando seu desenvolvimento, hoje está a todo vapor. Pular, correr, saltar, subir, descer, pegar e soltar é algo tão natural e tão bem feito que muitas vezes fico até admirada com tamanha habilidade.

Sei que esse processo de crescimento é necessário, mas sei também que passa muito rápido. Daqui a poucos dias ele vai começar sua caminhada escolar e mais uma etapa se cumprirá em sua vida, foi assim com a maninha e não seria diferente com ele.

Ao mesmo tempo em que fico feliz com cada etapa cumprida, bate uma saudade do tempo que passou e que não volta mais. Sei que daqui a pouco tempo, não terei mais um bebê em casa, não verei mais tantos brinquedos espalhados, não precisarei mais alimentá-lo, dar banho, colocá-lo pra dormir e meu colo já não será mais tão aconchegante. Aquele cheirinho de bebê que invade a casa depois do banho, dará lugar a um cangote suado de tanto brincar na rua.

Mas o que me conforta é a certeza de que outras fases virão e serão mais desafiadoras, mais lindas, mais intensas e tão marcantes como estas, porque ter criança em casa é se surpreender a cada dia.   



 



 

Share this:

, , , , ,

CONVERSATION

5 palpites:

  1. Uma foto muito gira...e gostei muito do seu relato...rs
    axho que ja bate sua saudade. bj

    ResponderExcluir
  2. Seja bem-vinda à Casa de Retalhos, Elaine.

    Que crianças mais lindas!

    ResponderExcluir
  3. Que foto linda...e com certeza, cada fase uma saudade que fica.

    Bj

    ResponderExcluir
  4. Arrumei o armário delas e não tive coragem de tirar os cueiros, mantinhas pequeninhas, nada... aiiii, quero bebezinhas mais um pouquinho ainda!!!!

    ResponderExcluir
  5. aaaiii pára de me fazer choraaarrr! :)

    ResponderExcluir

Comente, dê sua opinião, compartilhe experiências...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...