Avós...




 Desde que me tornei mãe, ou seja, há exatamente 10 anos e 6 meses, tenho percebido a cada dia, a importância dos avós na vida de nossos filhos e na minha própria vida também.

       Meus filhos são completamente apaixonados pelos avós e os avós também são apaixonados por eles. 

Ao longo desses 10 anos e meio, consegui identificar qualidades neles, que são singulares. Ao contrario de nós, pais e pobres mortais que vivemos sempre contra o relógio, tendo o nosso precioso tempo  muito bem cronometrado para conseguir fazer o dia render, com horário para acordar, para comer, para sair, levar os filhos na escola, buscá-los, fazer tarefa, tomar banho, levá-los ao médico, ao inglês, em festinhas de aniversário e por aí vai, já que a lista é imensa, eles sabem aproveitar cada minuto do dia.

          Pude perceber que os avós estão sempre disponíveis para ouvir os netos, mesmo quando eles contam aquelas histórias intermináveis.

       Eles, ao ouvirem qualquer pergunta, têm a maior paciência para parar tudo o que estão fazendo e explicar tudinho de um jeito que os netos sempre entendem.

        Eles sempre têm tempo para passear com os netos e ir ao supermercado vira um programão em família.  

         Eles têm a maior paciência do mundo e ensinam nossos filhos o nome de cada flor, de cada passarinho, de cada coisa.

         Eles nunca dizem palavras como: "depressa", "faz logo isso ou aquilo", "vai dormir  se não você vai ficar de castigo", "come toda essa salada", "tome menos refrigerante e coma mais", "nada de doces agora", "agora não é hora de comer pipoca", agora não é hora de fazer tal coisa".

         Na casa deles, sempre tem algumas guloseimas que as crianças adoram.

        Quando os netos dormem na casa dos avós, a bagunça nunca tem importância e tirar o vovô da cama dele e fazê-lo dormir no quarto de hóspedes também não.

         Antes de dormir, sempre tem a hora do conto, mesmo que no meio da estória, a vovó dê uns cochilos por estar super cansada.

         Conversar com avós então é sempre um aprendizado, são tantas coisas que eles já vivenciaram que a troca de experiências é sempre muito gratificante. Eles contam coisas do passado e nossos pequenos inserem eles no mundo da tecnologia,  ligando e desligando home theater, blu ray e aparelhos de dvd, ajudando a mexer em celulares e computadores, fazendo-os conhecer o que é um nintendo-ds, um playstation.

         Eles sempre dizem palavras carinhosas, beijam e abraçam muito e, cá pra nós, um colinho de vovô e vovó é bom demais.

           Eles podem estar super cansados, mas se os netos chegam, enchem a casa de alegria e as forças se renovam instantaneamente.

           Ah, sem falar na comidinha da vovó, eles adoram, mesmo que seja um simples macarrão, sempre tem elogios por parte dos pequenos.

         Enfim, eles acabaram demonstrando para mim que, ter tempo para os netos é uma delícia, rejuvenesce,  faz bem para o corpo, para a alma e para o coração. Talvez, essa seja uma forma sábia  de compensar a falta de tempo para os filhos, já que eles nessa época, também corriam contra o relógio, mas isso, é o que menos importa nessa altura do campeonato.

          Meu Deus quero um dia ser para os meus netos tudo isso, mas quero ainda mais, quero ser tudo isso AGORA para os meus filhos!!!!    

          
       
         
         

            
          
         
        

Share this:

, , , ,

CONVERSATION

2 palpites:

Comente, dê sua opinião, compartilhe experiências...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...